Cada um que cuide da sua própria vida...


Não gosto de pessoas que opinam demais na minha vida pessoal sem que tenham sido solicitadas, no sentido de que a pessoa ultrapassa um limite pré-estabelecido pela relação de amizade para parecer engraçada ou íntima demais. Sabe quando você sente que a pessoa não pensa muito antes de falar? Pois é... se eu não fosse uma pessoa muito paciente acredito que muitas vezes eu poderia ter explodido, dito mil coisas... Tipo? Minha vida pessoal é minha vida pessoal e não há nada de coletivo nisso. Não sou de muitas pessoas, não sou de muitas divisões, então é pedir demais que meu espaço seja respeitado? Eu acho que esse pensamento gira muito em torno daquele outro pensamento de que nós tendemos a achar que o outro vai seguir nossa mesma linha de raciocínio. Como eu respeito o espaço dos outros, acabo esperando deles que também respeitem o meu.



Mas dai começamos a perceber um pouco sobre a funcionalidade de algumas dessas pessoas. Algumas pessoas gostam bastante de chamar a atenção para si numa considerável necessidade de se expor e de obter olhares de reconhecimento confuso, aumento do ego e status alavancado. O campo visual de algumas pessoas é tão limitado... Como diz Charlie Brown em uma de suas músicas, "muita gente tem forma, mas não tem conteúdo". Naturalmente isso não faz parte de mim, esse tipo de atitude me incomoda. Imediatamente acabo me afastando, diminuindo frequências para evitar desconfortos maiores... Mas é difícil viu? Ninguém gosta de ver alguém cutucando aqui e ali na sua vida de uma forma duvidosamente cômica. Vamos focar um pouco mais na campanha "cada-um-tome-conta-da-sua-vida-e-fale-apenas-do-que-te-compete"? Obrigada.

Comentários

  1. O segredo e nunca dar confiaça ou como dizem na bahia,"ousadia" a gente abelhuda e metida.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Obrigada e volte sempre,
fico feliz com sua vinda ao blog ;)

Postagens mais visitadas